32

NANÃ, a velha feiticeira

Axééé!!! Dia 26 de julho é o dia que, devido ao sincretismo com Sant’Ana, comemoramos na Umbanda o Orixá Nanã Buruquê.

Sei que muitos terreiros pouco cultuam e que alguns pouco conhecem esse orixá, assim, espero que com este texto consigamos nos aproximar dessa que, com tamanha força e expressão, muito pode transformar nosso íntimo.

Nanã é a Divindade Suprema que junto com Zambi fez parte da criação, é a mais antiga de todos os Orixás, a mais velha e a mais respeitada. Historiadores afirmam que  Nanã “surge” anterior à Idade do Ferro, provocando uma relação “conturbada” com Ogum.

É responsável pelo elemento barro, que deu forma ao primeiro homem e a todos os seres viventes da terra.

Dizem que quando Olorum, o ser Supremo, encarregou Oxalá de fazer o mundo e modelar o ser humano, Oxalá tentou vários caminhos.

Tentou fazer o Homem de ar, como ele. Não deu certo, pois o Homem logo se desvaneceu. Tentou fazer de pau, mas a criatura ficou dura. De pedra, mas ainda a tentativa foi pior. Fez de fogo e o Homem se consumiu. Tentou azeite, água e até vinho de palma, e nada.

Foi então que Nanã veio em seu socorro e deu a Oxalá a lama, o barro do fundo da lagoa onde ela morava, a lama sob as águas, que é Nanã. Oxalá criou o Homem e o modelou no barro. Com o sopro de Olorum ele caminhou. Com a ajuda dos Orixás povoou a terra.

Com o barro, Nanã propicia o uso das cerâmicas, momento em que o homem começa a desenvolver a cultura.

Orixá que auxilia as passagens difíceis da vida, que pode trazer riquezas assim como a miséria, é a própria evolução do Ser, o princípio, o meio e o fim; o nascimento, a vida e a morte. Nanã tanto rege a vida como a morte, sequências da mesma realidade.

Pertencem a Nanã os búzios, que simbolizam morte por estarem vazios e fecundidade porque lembram os órgãos genitais femininos, entretanto, o que a melhor sintetiza é o “grão”, pois, além de Nanã possuir domínio sobre a agricultura e desenvolvimento do homem, todo “grão” tem que morrer para germinar. Nanã é que dá nascimento às sementes permitindo transmutação e transformação contínua para que nada se perca.

Nanã é considerada a Divindade da Lua Escura, essa Lua também é chamada de fase Balsâmica que tem como atributo a energia passiva, receptiva e libertadora propiciando o esquecimento do passado para se direcionar ao futuro. Assim, como Nanã Buruquê, libertar o passado para iniciar um novo ciclo, com consciência e clareza.

A mais controversa no panteão africano, Nanã ora é perigosa e vingativa, ora doce e acolhedora. Sua terra se transforma em lama e é da terra que nascemos, para terra que seremos levados ao morrer. É a Grande Mãe de onde tudo nasce e tudo retorna.

Dona da sabedoria e da justiça que vem da natureza, age com rigor em suas decisões, oferece segurança, mas não aceita traição, sua lei é implacável.

No início dos tempos os pântanos cobriam quase toda a terra. Faziam parte do reino de Nanã Buruquê e ela tomava conta de tudo como boa soberana que era. Quando todos os reinos foram divididos por Olorun e entregues aos orixás,uns passaram a adentrar nos domínios dos outros e muitas discórdias passaram a ocorrer. E foi dessa época que surgiu esta lenda: Ogum precisava chegar ao outro lado de um grande pântano, lá havia uma séria confusão ocorrendo e sua presença era solicitada com urgência. Resolveu então atravessar o lodaçal para não perder tempo. Ao começar a travessia que seria longa e penosa ouviu atrás de si uma voz autoritária: – Volte já para o seu caminho, rapaz! – Era Nanã com sua majestosa figura matriarcal que não admitia contrariedades – Para passar por aqui tem que pedir licença! – Como pedir licença? Sou um guerreiro, preciso chegar ao outro lado urgente. Há um povo inteiro que precisa de mim. – Não me interessa o que você é e sua urgência não me diz respeito. Ou pede licença ou não passa. Aprenda a ter consciência do que é respeito ao alheio. Ogum riu com escárnio: – O que uma velha pode fazer contra alguém jovem e forte como eu? Irei passar e nada me impedirá! Nanã imediatamente deu ordem para que a lama tragasse Ogum para impedir seu avanço.

O barro agitou-se e de repente começou a se transformar em grande redemoinho de água e lama. Ogum teve muita dificuldade para se livrar da força imensa que o sugava. Todos seus músculos retesavam-se com a violência do embate. Foram longos minutos de uma luta sufocante. Conseguiu sair, no entanto, não conseguiu avançar e sim voltar para a margem. De lá gritou: – Velha feiticeira, você é forte não nego, porém também tenho poderes. Encherei esse barro que chamas de reino com metais pontiagudos e nem você conseguirá atravessá-lo sem que suas carnes sejam totalmente dilaceradas. E assim fez. O enorme pântano transformou-se em uma floresta de facas e espadas que não permitiram a passagem de mais ninguém. Desse dia em diante Nanã aboliu de suas terras o uso de metais de qualquer espécie. Ficou furiosa por perder parte de seu domínio, mas intimamente orgulhava-se de seu trunfo: – Ogum não passou!

Ufa… Espero que toda essa vibração, energia e sabedoria cheguem ao íntimo de cada um e que aproveitem bem cada ciclo e oportunidade da vida lembrando que, incontestavelmente voltaremos para o mesmo lugar.

Assim, só peço a Nanã que nos permita “voltar” melhor.

Axééé a todos e aproveitem este lindo vídeo de Mariene de Castro para sentirem o “gosto” da terra, da água, da sabedoria, da velhice e da esperança.

____________

  1. Adriana disse:

    Que vídeo lindo !

    Saluba Nanã

  2. Simone Lopes disse:

    Axé Mãe,

    Arrepiei, chorei, quanta emoção….
    Que vídeo lindo !!!
    Esperança e muita sabedoria, é o que desejo a todos.

    Saluba Nanã !!!

  3. Reginaldo Fernandes disse:

    Mãe?, Ogum não passou?, acho que esta lenda e só lenda mesmo!!!!.
    Brincadeiras a parte, adorei todo o texto e amei o vídeo.
    A lenda da criação do homem foi realmente importante para nos mostrar a grandeza dessa orixá.

    Saluba NaNã. que a senhora possa nos dar licença para cruzar todos os pântanos e brejos de nosso caminho com segurança e sabedoria.

    Axé
    Reginaldo

  4. Renata esp disse:

    Axééé Mãe!!!
    Coincidências a parte, essa semana fui surpreendida com situações do passado que retornaram, e ainda tive a oportunidade de finalmente resolver.
    “libertar o passado para iniciar um novo ciclo, com consciência e clareza.”
    É muito rico conhecer um pouco do mistério, e poder desse Orixá!
    Que da sua lama possamos tirar grandes transformações, e possamos nos relacionar melhor com a vida e com a morte.
    Que realmente possamos “voltar” ao melhor!

    Axé a todos!!!

  5. Ana Maria disse:

    Que vídeo maravilhoso. Pude sentir a chuva caindo sobre meu corpo ao mesmo tempo que meus pés caminhavam vagarosamente sobre a lama fria e escorregadia. Que cena doce e alegre a que Nanã tem uma crianca em seu colo com seu sorriso fresco e acolhedor. Adorei.

    Nanã, minha Mãe, és o princípio, o meio e o fim. O nascimento, a vida e a morte. Senhora da renovação da vida. Mãe de toda criação. Orixá das águas paradas. Mãe da sabedoria.

    És a dona do Axé por ser o orixá que dá vida e a sobrevivência, a senhora dos Ibás que permite o nascimento dos deuses e dos homens. Também és a “Senhora dos Mistérios”, pois participastes ativamente da criação do mundo. Dai-me a calma necessária para aguardar com paciência o momento certo para tomar minhas decisões. Que a tua luz neutralize as forças negativas na minha vida. Dai-me a tua serenidade e faz de mim uma filha abençoada nos caminhos da paz, do amor e da prosperidade, para que eu volte uma filha doce e merecedora do teu axé.

    Saluba minha Mãe.
    Saluba Nanã.

    Axé.

  6. katia santos disse:

    É…não deu para segurar as lágrimas.
    É Nanã mesmo! Mexe no íntimo, cutuca a ferida.

    Imenso respeito por mãe Nanã!

    Daí que vem a expressão “tô na lama”? o.O

    Pois é mãe, rogo no mesmo sentido, que me permita voltar melhor! Porque sei que seus caminhos são importantíssimos no meu crescimento, no perdão e na aceitação.

    Saluba Nanã!
    axé a todos

  7. Renata Sucupira disse:

    Axé Mãe,
    Tenho um carinho grande por essa Mãe Orixá pois foi a primeira de todas que senti.
    Senti sua força, senti sua tristeza, senti seu peso e senti seu carinho.
    Me ajudou a crer, pois sua força era implacável sobre mim e me ajudou a me conhecer.
    E por “coincidência” no meu primeiro desenvolvimento em nossa casa foi ela quem veio.
    Saluba Nanã, grande senhora.

    Axéééé a todos!!!

  8. Alfredo disse:

    Saluba minha Mãe
    Saluba Nanã

    Toda sua sabedoria , sua renovação, nos permita decantar o que ficou e iniciar novos ciclos….

  9. Solange disse:

    Axé Mãe Mônica,

    Que lindo vídeo, fiquei encantada com a lenda em que Nanã ajuda Oxalá na criação do homem, agora entendo o ditado: “Do pó viemos e ao pó retornaremos”.
    Realmente Mãe, é fantástico e muito lindo poder observar que a força dessa Orixá está em tudo que nos cerca, e que Ela é a própria evolução. A grande Mãe regente da vida e a morte.
    E que ao rogarmos por sua força nos ajuda a superar as nossas dificuldades, diluindo de nosso íntimo os ranços e as mágoas que tanto guardamos e alimentamos.
    Que possamos ser moldados nesse barro e renascer a cada dia de forma diferente, que Ela nos permita esse “voltar” melhor.
    Axé e bom final de semana!

  10. Vitor Lopes disse:

    Axé, Mãe.

    Esse foi um dos textos mais lindos e intensos que já li a respeito dos Orixás, casamento perfeito entre suas palavras e o vídeo.

    Quando estamos no fundo do poço, encontramos na lama de Nanã a oportunidade do nosso recomeço, de um novo ciclo.

    Ogum não atravessou o pântano, mas isso não o fez menos forte ou menos corajoso. Essa lenda exemplifica que tudo tem o seu momento oportuno, o ciclo de Nanã não pode ser quebrado. O fim não pode atravessar o meio; é a noite que dá origem a um novo dia.

  11. Bruno disse:

    Saluba Nanã !
    Que ótima história e que vídeo hein! É pra encher de inspiração. Nanã Buruquê, nos permita essa transformação e que possamos ressurgir cada vez melhor.

    Axé !

  12. Julie disse:

    Lindo vídeo!!! Emocionou.

  13. Lara Laranjo disse:

    Axé mãe!!!
    Lindo demais tudo!!! =)
    Eu lembrava da parte de Nanã ter abolido os metais do seu reino, mas não lembrava de onde vinha ! Amei a lenda! E esse vídeo é inspiração pura!!! Saluba, Nanã!
    Mariene de Castro é sempre linda!
    Bom caminho a todos!

  14. Ana Luiza disse:

    Axé Mãe, que texto lindo, que vídeo lindo!
    Adorei ficar mais pertinho de Nanã, conhecer os sentidos dessa Orixá “complexa”, de força arrebatadora, de sabedoria infinita, de caminhos transformadores.
    Axé a todos!

  15. Silvana disse:

    Lindo vídeo! Lindo texto!
    Que Nanã me permita “voltar” melhor. Que eu possa aprender mais com a sabedoria que esta orixá me proporciona. Que eu possa acalentar meu coração com a sua energia, minha mãe!
    Saluba, Nanã!
    Axé.

  16. João Carlos disse:

    Axé Mãe Mônica, esta lenda nos traz muitas reflexões e ensinamentos de como devemos trilhar nossos caminhos, não adianta as vezes a impetuosidade, a arrogância, a prepotência em relação as pessoas, a vida, sem o respeito, a humildade e a tolerância. Nosso caminhos serão duros e pontiagudos, ou podemos ser tolerantes, amorosos, benevolentes e termos a maleabilidade da lama que nos moldou, um ensinamento deixado por nossa querida orixá Nanã e que esquecemos quando endurecemos nas aflições e desesperanças, pela falta de fé, amor e compaixão.
    Lindo video.

    “Aprendi o silêncio com os faladores, a tolerância com os intolerantes, a bondade com os maldosos; e, por estranho que pareça, sou grato a esses professores.”

    Khalil Gibran

  17. julio cesar disse:

    Axé Minha Mãe

    Nossa o vídeo e o máximo você entra dentro dele!!!
    Que texto maravilhoso e rico que a senhora colocou sobre nossa Mãe Nanã que Orixa maravilhoso em seu poder realizador , como e sabia e generosa .
    Que ela nos permita eu voltar melhor para o outro lado da vida.

    Saluba, Nanã
    Axé

  18. Kátia Afonso disse:

    Axé Mãe
    Nossa que video lindo!!!

    Salve a grande Mãe da sabedoria.
    Que nos permita nos modelar e remodelar, caminhar e evoluir.
    Que me ajude a transformar minhas dores ,esquecer e perdoar.

    Saluba Nanã…proteja os seus filhos não nos deixe sofrer.

  19. Teresa disse:

    Axé a todos,
    Nanã a mais antiga dos Orixás, a sabedoria, o acolhimento de avó, aquela que permite que transformemos nossos sentimentos para melhor e que nos auxilia nas passagens difíceis da vida. Ela nos auxilia pois, sabe que sempre voltaremos e o seu desejo é que retornemos cada vez melhores.
    Sua benção querida Nanã, que a senhora me auxilie a transformar minhas mágoas, meus sentimentos negativos em energias saudáveis de amor, perdão e equilíbrio.
    Saluba Nanã! Salve sua sabedoria e seu acolhimento!
    PS: Texto, como sempre, de uma riqueza de conhecimentos enorme!!!!!
    Obrigada Mãe Mônica, qua Nanã a abençoe hoje e sempre. Sua benção.

  20. Vaner disse:

    Axé Mãe
    O começo, o meio e o fim – Não tem como não admirar e ter muito respeito por este Orixá que está presente em todos os momentos.
    Saluba Nanã, a grande senhora, a grande Mãe !!!!!
    Que sua lama nos propicie a oportunidade de transformar e “voltar” melhor sempre !!!!!
    Axé a todos

  21. Ana Cristina disse:

    Axé! Mãe Mônica

    Muito Massa o Texto, Forte!! Video Lindo…..Encantador!!! Mariene de Castro sempre arrasando!

    Todo grão tem que morrer para germinar……………..Faz respirar bemmm fundoo!! Várias e muitas….reflexões!!!!

    Que Mãe Orixá Complexa! Vibrante! Peço que me permita aprender com sua Grandiosa Sabedoria,Serenidade e Firmeza para que eu possa me transformar e me melhorar à cada dia e voltar melhor do que quando aqui cheguei…..

    Muito Obrigada!!! Mãe,Por tudo!!

    Axé a todos!

  22. “Assim, só peço a Nanã que nos permita “voltar” melhor.”… … …
    … … …E eu Mãe peço a Nanã sabedoria para que “nós” possamos merecer para que ela nos permita ‘voltar’ melhor.

    Que Assim Seja!

    Bjs
    Mônica

  23. Eliana disse:

    Saluba Nanã!! Saluba Vovó!!
    Que clipe tão lindo, som relaxante e texto cheio de detalhes tão importantes que nos faz pensar e nos aproximar um pouquinho da vibração dessa Orixá.

    (…)o que a melhor sintetiza é o “grão”, pois, além de Nanã possuir domínio sobre a agricultura e desenvolvimento do homem, todo “grão” tem que morrer para germinar. Nanã é que dá nascimento às sementes permitindo transmutação e transformação contínua para que nada se perca.


    Com seu manto roxo,
    E seu iberê as águas são doces,
    Nanã reina aqui.
    Estou de joelhos eu vim lhe pedir,
    Aceite oferendas que trago a ti…

    Nanã ê, Nanã ê,
    Nanã ê, o Nanã, Nanã ê… ♫

    Axé.

  24. Cida Luz disse:

    Axé Mãe,

    Fiquei feliz em poder conhecer melhor esse Orixá que tanto nos auxilia transformando a vida, permitindo que o passado se vá para surgir o novo dando lugar a uma nova oportunidade.
    O vídeo complementa a emoção desse momento com Nanã.
    Obrigada por mais essa oportunidade de conhecimento..
    Saluba, Nanã.
    Axé a todos!!!.

  25. Carlos Eduardo disse:

    Olá,
    O som das gotas, a caminhada caracterizando Nanã em seu reino, pés na água e lama; da até para se transportar dentro do vídeo. Parece que tem cheiro de lama, de chuva, cheiro de rio. Tem mesmo….
    Depois de tantas abençoadas oportunidades de interagir com energias tão sublimes, além dos ritmos e pontos contagiantes que nossa Umbanda oferece, visitar a Natureza tornou-se sinônimo de força, energia que nos enche de paz, até as cores mudaram, são mais belas e vivas.

    Axé…

  26. Cida Romero disse:

    OI,Mônica!
    Sou de Nanã !
    Obrigada pelo texto e pelos videos.
    Muito bons mesmo!

  27. mariano jose pereira disse:

    muito boa noite mae monica,

    que nana buroque nos traga sabedoria,e saude abençoe todas as vovos e crianças.
    e que traga muito axe a todos. e lembrar tambem que como os orixa tiveram suas desavenças acredito que eles se amaram muito entre si.
    e que permaneça o amor sempre
    saluba nana.
    axe a todos

  28. Israel disse:

    Mãe, fiquei triste de não ter participado… Mas da mesma forma ansioso para a próxima, no próximo ciclo! E de fato é mais difícil encontrar informações sobre Nanã, obrigado pelo texto e pela lenda, muito legal!

  29. regina lucia disse:

    Axé a todos !
    Video maravilhoso !!!
    Nossa Mãe Nãna, já está nos dando a aportunidade de voltarmos melhor, basta aproveitarmos a oportunidade de estarmos aqui neste plano chamado terra, e fazer o nosso melhor.
    Salve a Nossa Mãe Nãna !
    Saluba Nãna !
    Obrigada Mãe Mônica !
    Um grande abraço !

  30. adriene disse:

    adorei ,pq tambem sou de nanã e adoro meu orixa

  31. rosemeire vieira disse:

    sou de nana salve a sua grande forca

  32. Eliane Cristina disse:

    Axé minha Mãe!!!
    Lindo vídeo!
    Salve Nanã!!!

*